×

FACINOR promove Projeto de Extensão sobre “História da África e Cultura Afro-Brasileira e Indigena” com apoio da CUFA (C

No dia 21 de março, data em que se comemora Dia Internacional pela Eliminação da Discriminação Racial, a FACINOR deu início a terceira edição do Projeto de Extensão “CULTURA E HISTÓRIA AFRICANA, AFRO-BRASILEIRA E INDIGENA NO BRASIL”. Para sua realização, a FACINOR conta com a participação de todos os cursos da IES e com o apoio da CUFA (Central Única das Favelas- organização não governamental) por intermédio de seu Membro Coordenador da base da CUFA em Loanda, Prof. Cássio Gomes.
O Projeto de Extensão tem como intuíto atender as Leis 10.639/03 e 11.645/08 que intituíram a obrigatoriedade do ensino de História da África, Cultura Afro-brasileira e Indígena em todos níveis de educação no Brasil. 
As Leis 10.339/03 e 11.645/08, fazem parte de um conjunto de ações afirmativas desenvolvidas pelo governo federal que atendem as demandas e lutas desenvolvidas pelos Movimentos Sociais Negro e Indígena, pela igualdade de direitos e combate a discriminação e preconceito racial. Assim, buscam promover uma reflexão em torno da formação da sociedade e cultura brasileira, a partir de um viés que fuja ao eurocentrismo (aspecto que marcou nos últimos 500 as narrativas sobre a História do Brasil) e promover a divulgação de conteúdos e informações que levem ao reconhecimento da participação dos povos africanos, afrobrasileiros e indígena na constituição política, social e cultural brasileira, de forma sistemática e consistente.
Neste sentido, o Projeto de Extensão “CULTURA E HISTÓRIA AFRICANA, AFRO-BRASILEIRA E INDÍGENA NO BRASIL”,  tem como objetivo promover o reconhecimento do histórico de racismo e preconceito presentes na sociedade brasileira, estabelecendo assim, bases para uma relação de orientação democrática.
            Pretende-se ainda, discutir as Ações Afirmativas em uma perspectiva de democratização ao acesso á cultura, arte, educação, saúde, moradia e aos estatus de igualdade etnica/racial. Buscamos ainda, fornecer formação que conduza para a reeducação das relações etno-raciais, que valorize a Diversidade e promova o reconhecimento dos Direitos Humanos.
Para tanto, serão realizadas 10 oficinas ao longo do ano letivo de 2015, sendo elas:
TEMA PALESTRANTE DATA
As Leis 10.639/04 e 11645/08: racismo, preconceito e desafios para educação étnico-racial. Adriana de Carvalho Medeiros 21 de março
CUFA: Identidade negra a partir dos movimentos sociais negros Cássio Joaquim Gomes 28 de março
Lutas africanas e afro-brasileiras Cássio Joaquim Gomes 25 de abril
Danças, músicas e os movimentos negros. Cássio Joaquim Gomes 09 de maio
Danças africanas e afro-brasileiras Sandra Regina de Souza 20 de junho
Brincadeiras e jogos africanos e afro-brasileiros Sandra Regina de Souza 04 de julho
O negro na Literatura Brasileira José Ferreira Guimarães 29 agosto
Arte Africana José Ferreira Guimarães 19 de setembro
Jornada sobre Consciência Negra: Juventude Cultura e Violência Palestrantes Movimentos Sociais 8 e 9 de outubro
História dos Povos indígenas no Brasil Adriana de Carvalho Medeiros 22 de novembro
 
Todas as oficinas (com excessão das Jornadas que serão realizadas em outubro), serão realizadas aos sábados, das 8h ás12h, nas dependências das FACINOR.
A participação das oficinas está condicionada a inscrição prévia. Os participantes receberão certificação de 04h/a por oficina. Podem participar do projeto acadêmicos e professores da FACINOR, acadêmicos de outras Instituições de Ensino Superior, Professores da Rede Municipal e Estadual de Ensino, alunos do Ensino Médio, e comunidade interessada. As incrições são gratuitas e podem ser realizadas na secretaria da FACINOR.
Mais informações pelo telefone 44 34251037 ou na secretaria da FACINOR.
Profª Doutoranda Adriana de Carvalho Medeiros
Professora Adjunto da FACINOR
Prof. Mestrando Cássio Joaquim Gomes
Professor do Curso de Educação Física da FACINOR
Membro Coordenador da CUFA em Loanda

Busca de Notícias